quarta-feira, agosto 06, 2014

Frio

Meu corpo se estremecia inteiro.  Era um frio fora do comum,  um frio que vinha de dentro. Me enrolei no edredon dele,  enquanto o esperava sair do banho.   Pensei no que dizer,  não daria pra disfarçar minha decepção. Dormir também não resolveria.  Aflita, resolvi andar pelo quarto, sem direção. Aquele seria o início do fim do nosso relacionamento confuso.
Minutos depois,  ele saiu do banheiro. Sentada na cama, evitei o contato visual. Tentei me distrair,  destruindo o esmalte roxo que restava nas unhas. Ele percebeu. Me conhecia melhor do que eu mesma. Deve ter pensado em todos os seus erros naquele momento e, qual deles eu havia descoberto.
Ele se deitou comigo, me abraçou.  Queria saber o porquê, afinal, de eu estar naquela crise. Não conseguia responder, meu coração batia forte, me faltava ar e sentia tanto frio,  medo. 
Segurei o choro. 
Droga, eu o amava.

Anne Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...