domingo, setembro 22, 2013

Slow dancing in a burning room


"Vou escrever essa poesia, agora, pra te alcançar. Te alcançar porque você está tão distante e não só fisicamente. Por conta disso, penso em você dia sim e dia não. Me protejo. Procuro dançar a música conforme o teu ritmo, mas quando eu não ligo muito se você sabe os passos, eu danço sozinha mesmo. Tem lembranças nossas que, quando eu me permito, me invadem. E justo eu que não gosto muito de me censurar, me pondero. Pondero você também. Saudade às vezes devora. E fica, assim, a sensação de que você não é aquela pessoa a qual eu devo deixar passar, mas sim aquela a qual eu devo descobrir. Ao menos mais um pouco. Ao menos enquanto a gente ainda se lembra do formato do corpo nos momentos em que a gente foi amante e enquanto a gente souber o quão gostoso era, além de tudo, ser amigo. Ao menos enquanto a gente ainda sabe sorrir. Ao menos enquanto a gente sabe sentir que a saudade nos levaria a um segundo encontro. Então, para que essas palavras te cheguem até você e, para que fiquem registradas antes dessa noite terminar, eu gostaria muito de te perguntar se: vous voulez danser avec moi ce soir?"

Larissa Bottas
Ouvindo: Slow Dancing In A Burning Room - John Mayer 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...