sexta-feira, junho 03, 2011

Precipício


Quase caí, de novo, no precipício do teu amor. Foi por pouco. Me salvei do afogamento da solidão por milésimos de segundo. 
Quando estava pronta para me atirar, pensei. Pensei em tudo o que me causou. Lembrei de que quando estava lá no fundo com as mãos estendidas, implorando por ajuda.
Me lembrei da árdua escalada ao alto, sozinha. Mãos feridas, coração ferido. Lágrimas rolavam misturadas ao suor. Sentia também culpa, por ter me atirado, tão tola...acreditava no teu amor.
E me reergui. Não estou pronta para me jogar novamente. Não quero ser, de novo uma brinquedinho na tua mão.


Um comentário:

  1. Tudo que nos foi negado um dia, se torna impossível.

    As cicatrizes nos definem

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...