domingo, fevereiro 27, 2011

Minha estação


Por que ele me faz sorrir tão fácil e me faz estremecer só com um olhar? Porque ele vai bem além da primavera trazendo flores das mais variadas cores ao meu dia, ele vai além do inverno que me causa frio na barriga e calafrios ao toca-lo, vai além do outono, quando me beija a boca e fico louca com o aroma e doçura das frutas. Ele é bem mais que o verão, irradiando vida, calor. Ele é minha própria estação, meu porto seguro, minha alegria. É com ele que acordo e vou dormir todos os dias, mesmo que só em pensamentos...


Livre


Chorei por te perder, gritei, desabafei com amigos, achei que fosse morrer. Hoje o reencontrei passeando pela cidade. O que há algum tempo me deixaria atônita, talvez perdida, mas hoje... não senti mais nada. Na mais favorável das hipóteses, o agradeceria formalmente por ter agido como um idiota e me deixar livre pra te enxergar como realmente é. Agradeceria por ter me soltado de todas as algemas que me prendiam a você e ser livre pra AMAR, com todas as letras e  tudo o que tenho direito. E tenho dito!


terça-feira, fevereiro 22, 2011

O meu amor


"O meu amor tem um jeito manso que é só seu
e que me deixa louca quando me beija a boca,
a minha pele toda fica arrepiada.
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada..."





Tudo o que preciso



Eu tenho feito tudo o que mais gosto.
Saio a caminhar sem rumo, sem hora pra voltar
Coloco pra tocar a música que adoro e começo a dançar
Leio crônicas e poemas.
Sei aproveitar meu tempo,
sei escrever meu destino sem precisar apagar.
Não deixo que as verdades sobre pessoas me abalem.
Faço tudo o que quero.
Mas me canso de tudo,
nada parece fazer sentido
quando não tenho um colo pra ninar,
quando não tenho com quem sonhar e acordar.
Nada faz sentido quando não tenho você pra amar.



sábado, fevereiro 19, 2011

Alegria


E aos poucos vou colorindo minhas horas com as cores que me fazem lembrá-lo, só para meu dia ficar mais alegre. 


segunda-feira, fevereiro 07, 2011

Ficar bem

''Ficar bem nem sempre deixa outras opções. É estranho quando as coisas simplesmente têm de terminar. É o estágio onde todos os sentimentos já evoluíram para um nada. É o nada que você optou para parar de sentir dor. No início você briga, chora, faz drama mexicano. Então percebe que é cansativo demais manter esse jeito de levar as coisas. Acostuma-se… Não que pare de doer, mas que cai no seu entendimento que às vezes perdemos algo e não há solução. No fim você coloca um sorriso no rosto e finge que é sincero, até que a vida o faça realmente ser. Talvez os amores eternos sejam amenos e os intensos, passageiros. É isso.''
Tati Bernardi

domingo, fevereiro 06, 2011

Começar de novo



'A vida voa na sua cara, esbarra no seu rosto, suja sua vaidade, corrompe suas certezas e você não pode fazer nada. A não ser lavar o rosto e começar tudo de novo.' 

Tati Bernardi




Nós, românticos...


Depois de levar um tombo daqueles, depois de tanto tempo sobrevivendo na base do café amargo, músicas lentas e insônia. Noites à fio escrevendo prosas e poesias que pudessem reorganizar os destroços de sonhos espalhados pelo quarto. Dias inteiros em casa, apenas dando vida às lembranças.
Depois de tanto tempo sofrendo e chorando, insistimos. Nós, românticos insistimos na vida, no amor. Renovamos a esperança. Saímos à procura de sonhos, sonhados à dois.  E não vai ser um tropeço ou outro que vai nos fazer mudar de ideia.


sexta-feira, fevereiro 04, 2011

Glitter no ar



Você já conseguiu alimentar um amor apenas com as mãos?
Já fechou os olhos e confiou, apenas confiou?
Já jogou um punhado de glitter no ar?
Você já se odiou por ficar olhando para o telefone? A vida inteira esperando para que ele tocasse e provasse que você não está sozinho...
Você já foi tocado tão gentilmente que teve que chorar?
Você já desejou uma noite sem fim?
Laçou a lua e as estrelas e as prendeu bem forte?
Já ficou sem fôlego e perguntou a si mesmo 'Poderá algum dia ser melhor que esta noite?'


terça-feira, fevereiro 01, 2011

Há dias...



Há dias em que a despedida dói mais no fundo.
Há dias em que a saudade é intensa e contínua.
Dias que me sinto sozinha no mundo.
Dias em que vago, sedenta por notícias tuas.

O toque das mãos que almejo,
o sabor dos teus beijos que tanto desejo
estão do outro lado da cidade.
Na direção da tua casa poderia caminhar.
Tocar a campainha...
Mas do que adiantaria?
Será que me atenderia?

Perguntas que não sei responder.
Atitudes que gostaria de ter.
Na dúvida, continuo aqui,
à espera de que volte e concorde comigo quando digo:
Saudade a é pior dor que alguém pode sentir.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...