quarta-feira, dezembro 22, 2010

Te espero


"Tenho medo de já ter perdido muito tempo. Tenho medo que seja cada vez mais difícil. Tenho medo de endurecer, de me fechar, de me encarapaçar dentro de uma solidão – escudo. E à noite eu ainda te espero, mesmo quando sei que você não virá, só para ter saudade."
Caio Fernando Abreu

Tenho medo de não mais saber amar. De me tornar uma pessoa fria, sem sentimentos. Ou, então sensível demais, do tipo insuportável. Hoje mesmo, me peguei chorando quando me veio à tona boas lembranças. E desejei voltar no tempo. Não, não mudaria nada. Só queria poder reviver um segundo de um dia especial. 
Não sei se isso passa com o tempo, essa falta, essa carência que me faz refém. 
Mas se passou um mês da despedida, da minha fuga, e aqui estou, cada vez mais presa. Ainda te lembro, te espero. Me pergunto se isso tudo não passa de obsessão, mas a resposta? É amor, eu sei...




4 comentários:

  1. Que lindo o texto... nesse exato momento me sinto esperando alguém tbm!!!
    beijosss

    ResponderExcluir
  2. Em última instância jamais podemos racionalizar o romance, sem ele, abandonaremos todo resto.

    ResponderExcluir
  3. Amei conhecer seu blog,estarei lendo vc sempre.Este texto é maravilhoso!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...