segunda-feira, novembro 29, 2010

Vai, menina...






“ Vai menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida. Como quem não tem o que perder. Como quem não aposta. Como quem brinca somente. Vai, esquece do mundo. Molha os pés na poça. Mergulha no que te dá vontade. Que a vida não espera por você. Abraça o que te faz sorrir. Sonha que é de graça. Não espere. Promessas vão e vem. Planos, se desfazem. Regras, você as dita. Palavras, o vento leva. Distância, só existe pra quem quer. Sonhos se realizam, ou não. Os olhos se fecham um dia, pra sempre. E o que importa você sabe, menina. É o quão isso te faz sorrir. E só."


(Autoria Desconhecida)

domingo, novembro 28, 2010

Voar




Acredito que a fase mais difícil na vida de um pássaro é quando ele se vê na obrigação de aprender a voar. Enfrentar o mundo, as dificuldades, a inexperiência. Vencer o medo. Ser livre e escolher o rumo a ser tomado.
Me vejo nessa situação. São tantos obstáculos, minhas asas são pequenas e tenho medo de altura. Tenho medo de seguir na direção errada, de cair, me machucar. O mundo é tão grande e não há alguém que se importe. Cada qual com seu caminho traçado, com seu vôo alçado. 
Mas para conquistar a liberdade é necessário aprender a voar. Tarefa árdua, mas que compensa. Sobrevoar o mar, sentir a brisa. Voar na altura dos sonhos, sei que vou conseguir.

'Algum dia eu vou voar,  eu vou me elevar...'

domingo, novembro 21, 2010

Amor amigo...





Só preciso de um amor amigo. Preciso de carinho, chamego, cafuné.
Alguém que olhe nos meus olhos e enxergue além. Que toque a alma, seja intenso.
É preciso que conheça e respeite cada um de meus defeitos. Que viaje por cada curva do meu corpo, mergulhe no que sou e, ainda assim, saiba me amar. Que desvende meus desejos, me conte teus segredos. Me revele a verdade sobre como é amar e ser amado. Que me traga alegrias. Preciso de alegrias. Preciso ser feliz, e é tão urgente o que digo...





'Eu quero deitar e Sonhar outra vez. Tocar, te ouvir, te sentir e poder te dizer como eu amo você...'





Sonhando






Tenho sonhado
com teus beijos, carinhos, suspiros.
Vivo num mundo paralelo,
alienada à meus delírios.
Sonhar é melhor,
quando não se pode ter, sentir.
Sonhar com a perfeição do nosso momento.
Sonhar por um momento com a nossa eternidade.
Permito-me, entrego-me quando te encontro.
Tenho a ousadia de sonhar contigo, sem medo,
esse é o meu segredo.
Quanto mais alto, mais perfeito.
E dessa vez, sem receios de amar,
pois só te perco, sonho meu,
se por um acaso eu acordar.





domingo, novembro 14, 2010

Minha solidão


"Não me aproximo porque, veja bem, sabe lá quem habita a tua solidão. Hesito. Recuo. Me afasto tristíssima. E te imagino em poses e sorrisos, voz grave e cabelos desgrenhados, preso nas minhas fantasias mais loucas e movimentadas. (...) Por razões que desconheço, nossas aproximações foram sempre pela metade. Interrompidas. Um passo para a frente e cem para trás. Retrocessos. Descaminhos. Procuro sinais de algum amor teu. Vestígios de noites passadas. Tu não me vês, estou incógnita a te observar. Como sempre estive, olhando pelas janelas, de longe, coração apertado. Nós poderíamos ser amigos e trocar confidências. Assistiríamos a filmes, taça de vinho nas mãos, e tu me detalharias as tuas paixões e desatinos. Nós poderíamos ser amantes que bebem champanhe pela manhã aos beijos num hotel em Paris. Caminharíamos pela beira do Sena, e eu te olharia atenta, numa tentativa indisfarçável de gravar o momento e guardá-lo comigo até o fim dos meus dias. Ou poderíamos ser apenas o que somos, duas pessoas com uma ligação estranha, sutilezas e asperezas subentendidas, possibilidades de surpresas boas. Ou não. Difícil saber. Bato minhas asas em retirada. Tu dormes, e nos teus sonhos mais secretos, não posso entrar. Embora queira. À distância, permaneço te contemplando. E me pergunto se, quem sabe um dia, na hora certa, nosso encontro pode acontecer inteiro. Porque tu és o único que habita a minha solidão."

Caio Fernando Abreu 

Medo




Tenho medo de te encontrar por aqui. Tenho medo de te encontrar em meus pensamentos, em um verso, ouvindo qualquer música. Leio um livro e o identifico em um dos personagens. Caminhando pelas ruas, vejo teu rosto, te ouço chamando meu nome.
Medo de quando me lembro da roupa, do cheiro, dos sorrisos. Meu sub-consciente só faz delirar, te imaginar, sonhar. 
Eu fujo. Tento encontrar um lugar seguro, onde poderia me esconder de mim. 
Quem sabe esquecer-te, enfim... 
seguir meu caminho.




'Primeiros erros'




'Meu caminho é cada manhã.
Não procure saber onde estou.
Meu destino não é de ninguém,
eu não deixo os meus passos no chão.
Se você não entende não vê.
Se não me vê não entende.
Não procure saber onde estou, 
se meu meu jeito te surpreende...'



(Capital Inicial)




sábado, novembro 13, 2010

Canções


Cada pessoa carrega uma canção em si.
Há canções nos alegram, que nos fazem cantar, dançar, sonhar, voar. Mas também há aquelas que nos fazem chorar, deixam lembranças amargas, ferem...Enfim, nessas horas o que deve ser feito é levantar e virar o disco. 
Mas é sempre bom reparar no que está transmitindo. Só assim encontrará pessoas que valorizem a tua canção. 

quarta-feira, novembro 10, 2010

Talvez




Talvez eu mande notícias, 
mesmo sem teres perguntado por mim. 
Talvez eu diga o quanto dói a saudade de ti...
Talvez eu tome coragem e te ligue,
 conte como foi meu dia. 
E confesse que sempre foste minha maior alegria.
Queria me aproximar.
Estar presente no teu pensamento.
Mas prefiro o silêncio, do que a dor.
A distancia do que a indiferença;
Me deixe sonhar apenas por um momento.
Vou fechar os olhos e mergulhar na ilusão do que poderia ser,
se estivesses comigo.


domingo, novembro 07, 2010

quinta-feira, novembro 04, 2010

Pai...



Queria poder te abraçar agora e dizer tudo o que não te disse durante toda minha vida: Te amo, pai!
Fica melhor? Volta pra casa?

quarta-feira, novembro 03, 2010

"Jogue suas mãos para o céu e agradeça se acaso tiver, alguém que você gostaria que estivesse sempre com você na rua, chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê..." ♫

(Kid Abelha)

terça-feira, novembro 02, 2010

Saudades






Sinto saudade
das nossas vidas entrelaçadas.
Dos nossos corpos enroscados,
deitados na cama,
brincando de fazer amor.
Sinto saudade 
dos nossos dias, tardes e noites
passeando pela cidade, 
fugindo das pessoas, 
descobrindo o mundo.
Saudade que sinto,
dos nossos momentos sorrindo 
e cantando sem parar,
gritando a felicidade.
Mas em uma dessas fugas 
que planejamos,
fugiste de mim,
levando na bagagem 
toda minha alegria...
Agora, estou sozinha.
Só me resta a saudade 
e a cama vazia.


segunda-feira, novembro 01, 2010

Novembro





"Que sejam abençoadas as surpresas risonhas pelo caminho." 
Caio Fernando Abreu


Dia  1o de Novembro. Mais um mês que se inicia!  E que sejam  mesmo abençoadas as surpresas risonhas pelo caminho. Desejo que venha o inesperado... e o esperado também (por quê não?) : o amor. Afinal, quem não espera por ele? Tenho esperado por tanto tempo... À cada amanhecer, cada semana, mês... 
Com as janelas do coração abertas, atenta à cada olhar...que venha o amor!
Que aconteça, que brilhe e viva por muito tempo, por todo o tempo. Enfim, estou com as esperanças ressucitadas! 
Um ótimo novembro pra mim, pra ti, pra todos nós!





LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...