segunda-feira, outubro 25, 2010

Surpresas




Já disse que adoro surpresas? Surpresas das boas. Acordar e ter um bouquet de rosas na mesinha ao lado da cama, ou até mesmo uma rosa que foi roubada do jardim do vizinho para ser presenteada. Não precisa quebrar a cabeça pra me agradar. Me ligar à tarde só pra saber como estou, mandar um sms de 'boa noite', ou me roubar um beijo e dizer o quanto me ama. Um gesto, um sorriso, já me fazem ficar com os olhinhos brilhando e não meço esforços para retribuir.

Atenção é o que preciso. Confesso-me egoísta. Preciso de dias inteiros só com a companhia de quem amo. Sem problemas, nem preocupações. São horas batendo papo, falando besteiras, contando segredos, inventando um mundo que é nosso. Carinhos, abraços e cafunés...

Às vezes penso que me iludo demais, sofro demais, choro demais. E não aprendo. Caio sempre nas mesmas ciladas sendo guiada pela minha própria ingenuidade. Mas, não me importo, continuo sonhando. Neste lugar em que se valorizam presentes que já vêm com o laço pronto, só espero singelas e sinceras lembranças, o que me é importante, sentimentos, levo comigo. Nesse mundo de loucos o meu melhor remédio é sonhar.


Um comentário:

  1. Perfeito esse texto. É exatamente o que estou passando nesse momento. Amanhã não sei se me sentirei assim, mas hoje é exatamente isso! Belo texto. Beijos! @CrisPaulino_

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...