sábado, outubro 30, 2010

Sobre o afastamento...






"Uma pessoa, quando tá longe, vive coisas que não te comunica, e tu, aqui, vive coisas que não a comunica. Então, vocês vão se distanciando e, quando vocês se encontrarem, vocês vão se falar assim: oi, tudo bom e tal, como é que vão as coisas? E aí ele vai te falar, por cima, de tudo que ele viveu, e, não sei, vai ser uma proximidade distante. Não adianta, no momento que as pessoas se afastam, elas estão irremediavelmente perdidas uma da outra."

Caio Fernando Abreu



Lendo esse trecho de Caio, me dei conta de algumas coisas.
Me afasto de tudo, me afasto das pessoas e de seus problemas, das amizades, dos amores. Me sinto só e a culpa é toda minha!
Gosto de me fazer companhia, gosto de ir o mais longe possível nos meus pensamentos, viajo. Sim, às vezes gosto de ficar sozinha! Mas precisamos de alguém que nos dê força, que nos encoraje (ou desencoraje, em alguns momentos), que nos ouça, que nos abrace e diga 'vai dar tudo certo'. E tem coisa melhor do que você sentir que ajudou um amigo, nem que tenha ficado só escutando o desabafo?
E, quando acho que meu mundo vai desabar, problemas vêm a tona e preciso de um ombro pra chorar... cadê? 
Nessa correria do dia-a-dia, conheço muitas pessoas. Os colegas multiplicam-se. Os amigos subtraem-se. 
Amizade requer tempo e cuidado.  Amizade requer atenção, assim como todo relacionamento. E é tão comum nos afastarmos por 'falta de tempo'. 
Não mais permitirei me perder de meus amigos. Não me permitirei a distancia. Preciso dos meus amigos, preciso organizar meu tempo e estar presente quando precisam de mim.





sexta-feira, outubro 29, 2010

'Acho a maior graça'








Acho a maior graça. Tomate previne isso,cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere... 
Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos. 


              Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde. 




Prazer faz muito bem. Dormir me deixa 0 km. 
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha. Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois rejuvenesço uns cinco anos. Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto cheio de idéias.Brigar me provoca arritmia cardíaca. 

Ver pessoas tendo acessos de estupidez me embrulha o estômago. 

Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano. 

E telejornais... os médicos deveriam proibir - como doem! 

Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo,  faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada. 
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é prejudicial à saúde! 
E passar o resto do dia sem coragem para pedir desculpas, pior ainda! 
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou mussarela que previna. 
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau! 
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca! 
Conversa é melhor do que piada. 
Exercício é melhor do que cirurgia. 
Humor é melhor do que rancor. 
Amigos são melhores do que gente influente.  
Economia é melhor do que dívida. 
Pergunta é melhor do que dúvida. 
Sonhar é melhor do que nada!



segunda-feira, outubro 25, 2010

Insonia


"Ah, fumarás demais, beberás em excesso, aborrecerás todos os amigos com tuas histórias desesperadas, noites e noites a fio permanecerás insone, a fantasia desenfreada e o sexo em brasa, dormirás dias adentro, noites afora, faltarás ao trabalho, escreverás cartas que não serão nunca enviadas, consultarás búzios, números, cartas e astros, pensarás em fugas e suicídios em cada minuto de cada novo dia, chorarás desamparado atravessando madrugadas em tua cama vazia, não conseguirás sorrir nem caminhar alheio pelas ruas sem descobrires em algum jeito alheio o jeito exato dele, em algum cheiro estranho o cheiro preciso dele."
Caio Fernando Abreu


Dream a little dream of me


Para ter doces Sonhos, essa é minha Trilha Sonora...




'Dream A Little Dream Of Me- Mammas and Papas' 
Tradução

Estrelas estão brilhando acima de você, 
as brisas da noite parecem sussurrar 'eu te amo'.
Passáros cantando na árvore,
Sonhe um pequeno sonho comigo...

Diga 'boa noite' e me beije, apenas me abrace forte 
e me diga que você vai sentir minha falta.
Enquanto eu estiver sozinho e triste,
sonhe um pequeno sonho comigo.

Estrelas desaparecem, mas eu permaneço, querido,
ainda desejando seu beijo.
Desejo prolongar até o amanhecer, querido,
apenas dizendo...
Doces sonhos até os raios de sol te encontrar,
doces sonhos que deixam todas as preocupações para trás
Mas em seus sonhos, quaisquer que sejam,
sonhe um pequeno sonho comigo.




Surpresas




Já disse que adoro surpresas? Surpresas das boas. Acordar e ter um bouquet de rosas na mesinha ao lado da cama, ou até mesmo uma rosa que foi roubada do jardim do vizinho para ser presenteada. Não precisa quebrar a cabeça pra me agradar. Me ligar à tarde só pra saber como estou, mandar um sms de 'boa noite', ou me roubar um beijo e dizer o quanto me ama. Um gesto, um sorriso, já me fazem ficar com os olhinhos brilhando e não meço esforços para retribuir.

Atenção é o que preciso. Confesso-me egoísta. Preciso de dias inteiros só com a companhia de quem amo. Sem problemas, nem preocupações. São horas batendo papo, falando besteiras, contando segredos, inventando um mundo que é nosso. Carinhos, abraços e cafunés...

Às vezes penso que me iludo demais, sofro demais, choro demais. E não aprendo. Caio sempre nas mesmas ciladas sendo guiada pela minha própria ingenuidade. Mas, não me importo, continuo sonhando. Neste lugar em que se valorizam presentes que já vêm com o laço pronto, só espero singelas e sinceras lembranças, o que me é importante, sentimentos, levo comigo. Nesse mundo de loucos o meu melhor remédio é sonhar.


sábado, outubro 16, 2010

Meus erros







Falei besteiras demais quando devia me calar,
calei sentimentos quando devia falar.
Me afastei quando devia me aproximar,
me aproximei quando sozinho queria ficar.
Te amei enquanto ainda se curava de uma ferida,
te feri quando em mim confiava.
Te esperei, enquanto, do amor fugias.
E fugi, quando minhas esperanças se foram.
Se foram com o tempo, com o vento.
Esvaíram-se uma a uma...
com cada Sonho não realizado.
Devia ter falado, me aproximado, amado.
Neste vasto mundo de erros
perdi o caminho,
te perdi de mim,
me perdi de ti.



terça-feira, outubro 12, 2010

                                                     

'Só que chega um ponto que a gente cansa, que não quer mais saber de aventuras ou de procuras, entende?'

(Caio Fernando Abreu)



Tapa-me os olhos: ainda posso ver-te
Tapa-me os ouvidos: ainda posso ouvir-te
E mesmo sem pés posso ir para tí
E mesmo sem boca posso invoca-te.
Arranca-me os braços: ainda posso apertar-te
Com meu coração como com a minha mão
Arranca-me o coração: e meu cérebro palpitará
e mesmo se me puseres fogo ao cérebro
Ainda ei de levar-te em meu sangue.

(R. M. Rilke)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...