quarta-feira, setembro 22, 2010

Dia nublado,
que me traz lembranças da noite que passou.
Olhos que não se fecham,
não encontram esconderijo nos sonhos,
na esperança de fugir da realidade.
E quando, se fecham, enfim...
vêm os pesadelos.
A dor causada,
o medo de ferir
e acabar ferindo quem mais se ama.
Procuro em livros,
explicações,
frases e pensamentos que me façam entender
o porquê.
Não encontro respostas.
Nunca quis ferir-te,
mas és tão frágil.
E eu que nunca acreditei em destino,
passo a pensar que cruzaste meu caminho
porque estava escrito.
Porque eu tinha que te conhecer
e contigo aprender,
a amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...