quarta-feira, julho 28, 2010

Corpos







Pouco ar, 
pouco espaço.
Te beijo, 
te puxo, 
encaixo.
Enlaço-te em meu braço.
Te arranco as vestes, arranho.
Não me nega,
vem e me pega.
Desliza pelo meu corpo e enlouquece.
Brinca com minhas vontades,
me deixa sedenta e impaciente.
Me faz pedir, suplicar...
e me dá tudo o que tem.
Unimo-nos na ânsia de completarmos.
Falta ar, 
sobra prazer,
arrepios, suspiros, gemidos.
Me leva ao paraíso,
além do céu.
E no ápice,
flutuamos.
Deito em teu peito,
ouço teu cansaço. 
 Me encontro em teu abraço
e no teu olhar, 
sei que é onde devo ficar.






2 comentários:

  1. Intensamente lindo! Dá pra sentir a falta de ar!
    Adorei o blog flor!
    Beijo!!!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...