terça-feira, abril 27, 2010

Deixe-me



Deixe-me
se não me ama.
Deixe-me...
livre pra voar
e da liberdade desfrutar.

Seguir outros caminhos,
provar de outros carinhos.
E, enfim, remontar todos os pedaços
de um coração que foi quebrado e iludido.

Sem ressentimentos,
nem rancor.
Afinal, quem é que manda no coração?
Que culpa tem você 
de não poder me entregar o seu amor?














Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...