quarta-feira, abril 28, 2010

Por um olhar..





É estranho,
como um estranho
pode me significar tanto
em tão pouco tempo.
Na verdade, sei bem o momento
em que veio parar aqui dentro.
E por um olhar,
sozinha já não posso caminhar.
De lembranças e passado não vivo mais!
Por você, meu anjo,
estou disposta a entrar em Guerra
para encontrar a paz!

terça-feira, abril 27, 2010

A dança do amor...





Preciso de você...
questão de sobrevivência.

Estar envolvida em teus braços,
sentir teu coração bater mais forte.
Beijar-te, 
e ter na boca o sabor desse amor,
misturado com o desejo.

Respiração cada vez mais ofegante.
A paixão no olhar,
no toque.

A certeza de que não há mais ninguém no mundo.
Só eu e você.
Não queremos mais nada, 
além de fazermos esse momento inesquecível
e dançar conforme o ritmo em que o amor toca.


Deixe-me



Deixe-me
se não me ama.
Deixe-me...
livre pra voar
e da liberdade desfrutar.

Seguir outros caminhos,
provar de outros carinhos.
E, enfim, remontar todos os pedaços
de um coração que foi quebrado e iludido.

Sem ressentimentos,
nem rancor.
Afinal, quem é que manda no coração?
Que culpa tem você 
de não poder me entregar o seu amor?














segunda-feira, abril 26, 2010

Covardia



Papel em branco,
caneta sem tinta,
palavras sem sentido,
coração em perigo.


E pergunto-me agora:
Quando você vai parar de me machucar?
Você vem, me tem,
me domina.. 
e vai embora.


Covarde!
Sei a tua intenção...
Viver na emoção,
despertar-me o amor,
aflorar a paixão.
E depois deixar-me sozinha ...
na solidão.

Desabafos


Tão cansada do abandono,
da solidão.
De palavras vazias, 
sentimentos não correspondidos.

Queria poder te amar,
ser teu abrigo,
teu ombro amigo.
teu porto… 
Ter teu carinho.

Mas a realidade é fria,
Tudo parece me distanciar ainda mais de meus sonhos..

Sentimentos inexistentes,
palavras mudas,
silencio eloquente..
Me deixam descontente,
desprezível, infeliz.
Ordinariamente… apenas eu!

A última lágrima






Que essa seja a última lágrima que derramo por ti.

De todos os mares que preenchi.
De todas as mentiras contadas,
que esta seja a última na qual eu acredito.
De todos os desamores que já vivi,
que esse seja o último.
Sei que não sou eu quem desejas,
sei que quando me tocas
teu pensamento está tão longe...
Mas, aqui permaneço..
Prometo-me não cometer os mesmos erros.
Erros estes, que sei que cometerei,
pois me perco toda vez que teu olhar me encontra.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...